Quinta-feira, 15 de Março de 2007

Caridade??

As verdades tem de ser ditas, doa a quem doer. Mas sem dúvida que me doem principalmente a mim!
 
 Comento hoje o novo documento emitido pela Sua Santidade Papa Bento XVI intitulado exortação apostólica Sacramento à caridade. O Papa explicita aspectos que segundo diz “podem “despertar na Igreja novo impulso e fervor eucarísticos” “A Eucaristia é por excelência «um mistério da fé»”. “E a fé da Igreja é essencialmente uma fé eucarística e alimenta-se, de modo particular, à mesa da Eucaristia”(6). Nela “Jesus não dá ‘alguma coisa’, mas dá-Se a Si mesmo” (7), recordando-se essa doação, a novidade dessa Nova Aliança, em cada celebração (9). Ela é “constitutiva do ser e do agir da Igreja” (15). Nada a acrescentar aqui, mas duvido que com esta linguagem se desperte impulsos e fervor...
 
 Volta a “acenar” com o celibato dos sacerdotes, como se a vida sexual fosse algum impedimento na doação para os outros... Acho um disparate total, mas é uma opção que é tomada de forma consciente como tal nada tenho a acrescentar...
 
 Volta a relembra a proibição na comunhão para os casais re-casados “porque o seu estado e condição de vida contradizem objectivamente aquela união de amor entre Cristo e a Igreja que é significada e realizada na Eucaristia” Isto é caridade??... Tantos casamentos são anulados pela Igreja de forma legal que são muito discutíveis. Então se esse casal se ama de verdade e que por infortúnio da vida já é divorciado fica afastado de Jesus vivo?
 
Volta a sugerir o Latim e o canto gregoriano em certas partes da eucaristia, mas só nas grandes cerimónias que atraem católicos de diferentes países. Apela para a moderação nos cânticos e no abraço da paz. Nas memórias que recordo do Papa João Paulo II quando esteve em África e numa missa animada com os cânticos tribais. Sou monitor de Jovens, e não duvido que uns cânticos mais ritmados na medida da espiritualidade que os Jovens tem, ajudam a interiorizar mais os Jovens do que o cântico gregoriano??!! Não será correcto adaptar a Eucaristia ao sinal de festa e dádiva para os outros? Então para que servem as festas que o catecismo recomenda não são para dar um espírito festivo ás celebrações?...
 
Para Bento XVI não basta ir à missa e cumprir todos os preceitos, é necessário que "todos os baptizados" dêem um "testemunho público" da sua fé. Sem dúvida, mas testemunho de tristes, oprimidos, sem raciocínio lógico, sem opinião própria? Ou queremos testemunhos de Católicos inteligentes, que assumem a sua Fé e alegres por seguir Jesus?
 
 Hoje estou triste, desiludido, onde está o espírito renovador do concílio Vaticano II? Assim não!... Algo vai ter mudar... Mas isto não tem nada de caridade.
Sinto-me: ...
tags:

by pdivulg às 00:09
link do post | favorito
De ddisck a 21 de Abril de 2007 às 08:14
Bom dia, hoje por acaso andava a pesquisar umas coisas aqui nesta impressionante ferramenta que é a internet e dei conta deste blog.
queria comentar este assunto de CARIDADE, como é possível que alguém possa pedir para sermos caridosos com os famintos, os pobres, os desgraçados sem condições de sobrevivência, quando o fomentador, ostenta tanta vaidade e riqueza. A igreja deveria vender todos os seus bens, despir-se de todo o luxo e vestir realmente o manto de Jesus.
Eu sou católico, vivi a educação que os meus pais me deram mas cresci e depois de ver tanta injustiça dita pela igreja, abandonei a crença de que Deus existe.
Seria um seguidor de Jesus, enquanto homem terreno, que transmitiu a esperança ensinou a vida e muito bem através de parábolas que foram deturpadas ao longo dos séculos por muitas pessoas que se dizem servir a igreja.
Eu realizo festas e almoços com gentes de Espanha e Portugal, para realizar dinheiro e enviar para aqueles que realmente precisam. Gente que está a morrer de fome abandonados, quando os seus presidentes que se dizem crentes e temerosos a Deus, os abandonam sem lhes dar nenhuma condição. Vivem na maior luxúria e a igreja o Papa entidade máxima , não se manifesta contra estes ditadores. Porquê? porque são estes senhores que se dizem crentes e dá dinheiro a quem já tem.
São pessoas não vinculadas a organismos oficiais, do estado ou grupos religiosos. Somos nós, eu e tu e tu e tu...que levamos um pouco de dignidade a crianças que não tem opção de escolha, que estão abandonados na rua sem casa, sem abrigo, sem roupa. Não são nada estas crianças não valem nada. Hipócritas . falem de amor, de caridade, pintem a bondade da cor que queiram, mas por favor, falem menos e contribuam mais. Um dia deste se me permitirem, vou mostrar aqui neste fórum como vivem crianças esses filhos de deus que os abandonou esse sitio só tem um nome a toca do diabo.
Fernando Santos


De pdivulg a 21 de Abril de 2007 às 09:04
Com grupos religiosos, com grupos políticos ou individualmente, o importante é fazer, sem dúvida. Obrigado pelo comentário.


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


=>postas recentes

=> Uau Isto ainda funciona.....

=> Mudança dos tempos

=> Ponto final

=> 95 Primaveras

=> Festa da Fé_Leiria 2010

=> Coleccionando flores....

=> Passatempo

=> Para onde vais Portugal

=> Os tempos mudam

=> O CÚMULO DA IRONIA .........

=>arquivos

=> Novembro 2019

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>mais sobre mim


=> Perfil

=> seguir perfil

. 7 seguidores

=>tags

=> todas as tags

SAPO Blogs

=>subscrever feeds