=>Carpe diem quam minimum credula postero


Quinta-feira, 15 de Novembro de 2007

Visita de estudo

 
 
No passado domingo, o nosso grupo do 7º ano foi passear fora das quatro paredes da sala, o tempo estava muito agradável e convidativo. Saímos logo de manhã cedo, alunos e familiares, rumo a Tomar, no total éramos 23 pessoas. Fomos visitar a sinagoga existente que hoje funciona como museu.
 
 
 
 Um templo bem conservado onde ainda se pode ver uma “arca da aliança” que contém a Torá. O respeito pela palavra de Deus é muito grande pois é chamada de Lei na qual os homens se reúnem para a ouvir.
 
 
 
 Depois aproveitando a nossa presença por Tomar fomos até ao Convento de Cristo, antigo monumento dos Templários que hoje é património da humanidade. È magnífico e imponente, com o seu estilo manuelino e cheio de recantos de pedra. Com muitas divisões e pátios é de se perder... Lamento que a zona da charola continue em recuperação e assim não a podemos visitar, mas se a minha memória não me atraiçoa já faz 10 anos que lá tinha ido e já nessa altura aquela bela parte do convento se encontrava fechada para restauro!...
 
 
 
 
 
 
 
 A fome já apertava e num canto da mata envolvente do convento fomos almoçar com vista para o Nabão. Tranquilamente e em convívio até deu para jogarmos uns com os outros.
 
 
 
 
 
Rumamos, já de tarde até Fátima e aí visitamos a capela no interior do “Domus Pacis” de inspiração bizantina. Destaca-se das nossas capelas católicas, pois tem as paredes cheias de ícones dourados (não tem estátuas). Para além de que o altar está dentro de uma divisão, pois tem uma porta e fica assim separada do resto da assembleia. A acústica é impressionante pois tem no seu topo uma cúpula em forma de abóboda oval, tenho pena de não ter tirado uma foto...
 
 
 
 
E claro para acabar em “grande” fomos até ao Santuário ver a nova Igreja (direi Mega-igreja) de Fátima. È grande, aliás muito grande, aliás tudo lá é muito grande. As portas de cor do bronze são enormes, bonitas gostei, lá dentro sentimo-nos esmagados pelo tamanho do espaço. O altar é grande com um painel gigante com imagens dourados muito bonito.
 
 
 
 Mas pela frente tem lá um crucifixo que na minha opinião é de gosto muito duvidoso... O Cristo que lá está retractado é horrível. Olhos esbugalhados gigante, até os dedos dos pés são feios! Não gostei, acho assustador, está ali mal diante de um painel tão bonito e fino  !
 
 
 
Aliás propunha substituir a cruz que está na rua por aquela e vice versa, pois na rua está um crucifixo bem mais interessante do que aquele, mas enfim...
 
 
 
 
Já para não falar da caixinha de esmolas ao pé do altar com um letreiro “Esmolas para a Nossa Senhora” Será que Ela precisa das nossas esmolas?...
 
 
 
 
Passou-se o dia num instante, e já a noite estava a aparecer quando saímos de lá...
Por minha parte foi uma catequese diferente, onde visitamos vários templos, bem que “Deus não habita nos templos construídos pelo Homem”, mas é interessante ver que ao longo da sua história o Homem sentiu necessidade em reunir-se para orar, seja com templos quadrados ou não, com estátuas ou não, mas a reunião num local para o culto é uma constante.
 
 Penso que estas iniciativas serão de repetir.

Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

80 Milhões?!...

Hesitei em escrever sobre isto novamente, mas é demasiado descarado para passar silencioso.
 
Oitenta milhões de euros são investidos em Fátima. Segundo o Reitor 80% dos peregrinos aprovam a obra, faço parte dos outros 20%. È certo que o dinheiro foi inteiramente doado pelos peregrinos, e a obra é para eles , para os acomodar aquando as cerimónias. Segundo ele, esse dinheiro foi dado “á Nossa Senhora” (fonte agencia ecclesia) Alguém me explique onde está a Nossa Senhora naquela obra?
 
 Não pediu, Jesus, que façamos caridade e ajuda aos mais necessitados? Não é admissível que um Santuário invista 80 MILHÕES de Euros numa Igreja de betão (de gosto duvidoso circular) quando tanta ajuda se poderia fazer. Concordo, em parte que sendo dinheiro dado pelo povo acaba para “reverter” para eles. Mas um povo, que perante grande sofrimento tudo faz para aliviar esse sofrimento, inclusive dar dinheiro ou ouro, é um povo que não está devidamente elucidado na sua Fé. Ou seja os agentes (Bispos, Padres e Leigos) associados na educação e formação Cristã estão a falhar. Aliás o próprio reitor assim o diz e passo a citar: “Noutro âmbito, reconheceu que a grande maioria dos peregrinos são pobres e que, na devoção a Fátima, “há muita ignorância e ingenuidade”.
 
Quantos poços em África se faria, quantos lares de caridade que vivem dificuldades e que pedem dinheiro ao Estado Português se poderiam ajudar, não seria este um grande exemplo para todos da caridade que a Igreja prega?...
 
Isto é gritante de descarado!! Chegou a hora dos Católicos assumirem a sua Fé de forma consciente e inteligente!
 Irei certamente visitar depois do 13 de Outubro, se Deus quiser, com tanta obra de arte que ostenta, é claro que quero visitar (já visitei por fora), mas para mim o que mais gosto de Fátima são os Valinhos e aquela zona rural com oliveiras e casas velhas, onde ainda há poucos anos as ovelhas faziam as suas pastagens num calmo ambiente serrano...
 
Fico-me com o Jesus que conheço:
 
 “Jesus reuniu os doze apóstolos e deu-lhes poder e autoridade para expulsarem espíritos maus e curarem doenças. Mandou-os também anunciar o Reino de Deus e curar doentes. Mas recomendou-lhes: "Não levem nada para o caminho: nem cajado, nem saco, nem pão, nem dinheiro, nem muda de roupa. Quando entrarem numa casa, fiquem lá até saírem da povoação. Se nalguma terra as pessoas não vos quiserem receber, quando saírem de lá sacudam o pó dos pés, como aviso para essa gente." Os discípulos então partiram e foram de terra em terra, anunciando a Boa Nova e curando doentes por toda a parte.”
 
 Lucas 9, 1-6
 
Os discípulos iam, sem nada, pelas terras falar de Jesus, e nós precisamos de Santuários Luxuosos?...
tags:

Domingo, 13 de Maio de 2007

Fátima

Já o disse mais vezes, e volto a reafirmá-lo: Acredito em Fátima!
Não, não são histórias inventadas por um interesse mais ou menos obscuro. Em Fátima algo de diferente lá aconteceu. Como é que sei?
 Simples o meu Bisavô esteve lá. Pois é o Sr. Manuel Vicente Marques esteve presente na altura em que se deu o famosos milagre do sol, que hoje tantos querem fazer acreditar que não passa de um “embuste” da Igreja para o negócio.
 
 Na altura Fátima nada tinha, mas as pessoas dos arredores ouviram falar dos meninos dos Valinhos que teriam visto a Nossa Senhora. Claro, na altura não havia internet, mas estas notícias voavam... E nesse famoso dia 13 muitos rumaram a Fátima para ir lá ver, porque iria haver um sinal, e o meu bisavô lá foi, provavelmente a cavalo pois faltava-lhe uma perna que perdera na guerra com gangrena. E nesse dia algo de extraordinário aconteceu ao sol.
 Hoje quem critica, na altura também muitos criticavam que o diga o jornalista do jornal O Século, ateu de convicção, ele próprio ficou espantado com o que aconteceu naquele local, o sinal que a Nossa Senhora prometera.
 
 Eu claro não estive lá mas tenho relatos escritos dessa época pois um Tio-avô meu, escreveu aquilo que o Pai contava. Assim hoje eu não duvido de Fátima. Acrescento as palavras sábias de Jesus “Feliz aquele que acredita sem ter visto...”
 
 Mas há algo de errado em Fátima. Este fim de semana peguei nos jornais locais (e não só) e fico abismado olhando para as capas desses jornais: “Nova basílica paga a pronto 60 MILHÕES de euros” Vejo, milhares de pessoas que perante a infelicidade da vida dão tudo para tentar resolver os seus problemas e o santuário gasta o dinheiro construindo uma basílica de 60 milhões?... O País está de “tanga”, o desemprego ou o emprego precário bate á porta de tantos e em Fátima constroi-se uma Basílica de 60 Milhões?...
 
 
 
 De gosto arquitetónico duvidoso comparado com aquilo que existe hoje em seu redor, aquele amontoado de cimento redondo no antigo local da cruz alta e túnel é muito discutível. Mais ainda, será que alguém deixou de ir às cerimónias por causa do sol ou da chuva? O espaço existente, belo e simples não era mais expressão da Igreja de Jesus, do que este monumento repleto de “obras de arte” encomendadas a artistas estrangeiros? O que se faria de bem com 60 MILHÕES de Euros???
 
 Sr. Reitor é mau tom ir diante dos jornalistas em vésperas de 13 Maio dizer que, as obras ficarão em cerca de 60 MILHÕES e que será pago a pronto, quando esse dinheiro vem de muito sofrimento e tanto bem poderia fazer...
 
 Nesta Fátima Eu não acredito...
tags:

=>A Foto do dia

=>postas recentes

=> Visita de estudo

=> 80 Milhões?!...

=> Fátima

=>arquivos

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


=>A passagem do dia

=>A citação

=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>O Tempo por cá

=>Fases da lua


moon phases
 

=>Contador

=>mais sobre mim


=> Perfil

=> seguir perfil

. 6 seguidores

=>tags

=> todas as tags

=>O meu selo

PDivulg

SAPO Blogs

=>subscrever feeds