=>Carpe diem quam minimum credula postero

Domingo, 28 de Janeiro de 2007

14 Verdades Parte I

Estamos em época de campanha para informar e orientar o voto para o próximo referendo.
 Tenho falado com algumas pessoas, tenho lido muitos textos e visto muitas opiniões. Vejo pontos positivos por um lado, e também por outro. Como tal por forma a esclarecer irei ao longo desta semana pubicar um Email que recebi de Claudio Anaia. Que pode ajudar a tirar dúvidas.
 
14 verdades sobre o aborto.
 
«Caímos tão fundo que atrever-se a proclamar aquilo que é óbvio se transformou em dever de todo o ser inteligente»
 
 
George Orwell
 
1 – QUAL A QUESTÃO QUANDO SE FALA DE DESPENALIZAÇÃO DO ABORTO?

Desde 1984, é legal em Portugal abortar:
 
- Quando a saúde ou a vida mãe estão em risco;
- Por malformação do feto;
- Por violação.
 
O referendo de 2007 propõe que a mulher possa abortar até às dez semanas, sem ter de dar qualquer razão, nos hospitais públicos ou em clínicas privadas.
 
O Ministro da Saúde avançou até a hipótese de o Estado comparticipar o aborto feito por privados - quando não fez o mesmo para tratar cataratas, hérnias, ou outro problema que afecte a saúde de milhares de portugueses, segundo o Bastonário da Ordem dos Médicos.
 
Vários partidos propõem também alargar os prazos legais.
 
Custo médio de um aborto:
€ 450
 
2 - O BEBÉ TEM ALGUMA PROTECÇÃO LEGAL?

Ainda vivemos numa sociedade que considera que todos, e especialmente os mais fracos e desprotegidos, merecem protecção legal.
 
Mesmo na lei de 1984 este era o princípio base, no qual se abriam algumas excepções, em casos-limite.
 
Se a despenalização passar, é o princípio-base que muda.
 
Portugal passará a admitir, em 2007, que há seres humanos com direito de vida ou de morte sobre outros seres humanos.
 
Isto é, que o mais forte (a mulher) poderá impor a sua vontade ao mais fraco (o bebé), sem que este tenha quem o defenda.
 
3 - DIZEM QUE O FETO AINDA NÃO É PESSOA E POR ISSO NÃO TEM DIREITOS...

Dentro da mãe não está um animal ou uma planta - está um ser humano em crescimento.
 
Será que não é uma pessoa porque – ainda - não pode discursar sobre “O Monte dos Vendavais” ou efectuar contas de somar?
 
Não é uma pessoa porque – ainda – não faz nada de importante, de grave, de sério?
Um bebé é uma pessoa…
 
É uma pessoa que cresce no ventre da mãe, nasce e se vai tornando cada vez mais pessoa….
…na medida em que aqueles que a rodeiam a amarem.
 
O bebé está dependente da mãe e assim continuará durante muitos anos da sua vida. Dependente como muitos doentes ou idosos.
 
É por serem mais frágeis que os bebés, dentro ou fora do seio materno, os doentes e idosos, precisam mais da protecção legal dada por toda a sociedade.
 
 
Esta é uma pessoa de 21 semanas, apertando um dedo ao cirurgião que lhe salvou a vida, dentro do útero.
tags: , ,

by pdivulg às 23:10
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Doryanne a 29 de Janeiro de 2007 às 08:31
A imagem é impressionante...
Um ser vivo, é um ser vivo...


De Secreta a 29 de Janeiro de 2007 às 08:43
Uma imagem comovente , sem dúvida.
Boa semana.
Beijito.


De Galeriacores1 a 29 de Janeiro de 2007 às 12:57
Julgo que ainda o grande problema à volta de toda esta problemática seja talvez a ignorância do povo. Julgo que as pessoas ainda não estão devidamente bem informadas e, por conseguinte, nunca é demais divulgar toda a verdade relativa ao aborto. Na minha opinião o aborto é e será sempre um crime e nunca deixará de o ser.
Tomei a liberdade de divulgar hoje no meu blog aquela notícia da caneta com tinta apagável que me enviaste. Muito obrigado pelo e-mail.
Boa semana e bem haja.


De Mirian a 29 de Janeiro de 2007 às 16:31
Olá,
Uma imagem que nos diz muito.
Uma boa semana para ti.
Beijinhos de miragem.


De joana a 25 de Outubro de 2008 às 20:29
extraordinario....que coisinha tao mini....

e lindo sem duvida... sbr k akele ser ja tem vida...




Comentar post

=>A Foto do dia

=>postas recentes

=> Mudança dos tempos

=> Ponto final

=> 95 Primaveras

=> Festa da Fé_Leiria 2010

=> Coleccionando flores....

=> Passatempo

=> Para onde vais Portugal

=> Os tempos mudam

=> O CÚMULO DA IRONIA .........

=> Anedota da Páscoa

=>arquivos

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


=>A passagem do dia

=>A citação

=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>O Tempo por cá

=>Fases da lua


moon phases
 

=>Contador

=>mais sobre mim

=>tags

=> todas as tags

=>O meu selo

PDivulg

blogs SAPO

=>subscrever feeds