=>Carpe diem quam minimum credula postero

Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

A minha terrinha

Fiquei abismado ao ler no jornal Público que muito perto daqui na Guimarota (Leiria) desde 1976, foram descobertos fósseis importantíssimos, pois provam a existência de mamíferos em paralelo com os dinossáurios .
 Conheço a existência do local onde foi encontrado o esqueleto do "menino do Lapedo " mas este desconhecia...
 Sempre a aprender.
 Transcrevo aqui o artigo completo do Jornal. Bom fim de semana!
 
 
Fósseis de mamíferos primitivos regressaram para os portugueses
31.05.2007 -  Teresa Firmino
 
Chegou ontem com uma vulgar mochila às costas. Lá dentro, trazia uma embalagem de cartão mais pequena do que uma caixa de sapatos. Abriu-a, e foi então que apareceram 20 caixinhas de plástico transparente, de tamanhos diversos, meticulosamente arrumadas. Guardam um autêntico tesouro para os paleontólogos: fósseis da mina da Guimarota, perto de Leiria, com 150 milhões de anos.
Thomas Martin veio de propósito da Alemanha para devolver a Portugal e ao Museu Geológico, em Lisboa, estes fósseis do Jurássico Superior. Os primeiros foram levados para a Alemanha nos anos 60, pela equipa do paleontólogo Walter Kühne, da Universidade Livre de Berlim, que os descobriu.

Antes de abrir as caixinhas, Thomas Martin, da Universidade de Bona, prepara um observador mais desatento para não se deixar influenciar pelo tamanho. "Os fósseis são muito pequenos, mas não é por isso que não são muito importantes", diz o paleontólogo. "Os fósseis mais importantes da Guimarota são mamíferos primitivos, que viviam no tempo dos dinossauros. Os dinossauros eram gigantes e os mamíferos eram anões, mas teriam um grande futuro."

Há uma parte da história conhecida: os dinossauros extinguiram-se há 65 milhões de anos, no Cretácico Superior, e os mamíferos, que tinham aparecido há cerca de 230 milhões de anos, no período Triásico, tal como os dinossauros, puderam então começar a reinar. Se assim não fosse, nós talvez cá não estivéssemos.

Mas há uma parte da história que os fósseis da Guimarota ajudaram a completar - aquela que conta como eram esses mamíferos primitivos. "Os mamíferos do Jurássico e do Cretácico eram muito pequenos, porque os dinossauros eram muito grandes e activos durante o dia. Tinham o tamanho de um ratinho, os maiores eram como ouriços. Provavelmente, viviam de noite, no escuro, para os dinossauros não os verem."

É então que Martin, de 47 anos, a estudar os fósseis da Guimarota desde 1991, na Universidade Livre de Berlim, está pronto para revelar o conteúdo das caixinhas. E explicar por que razão estes fósseis, que cabem na palma da mão, ganharam fama mundial.

"A Guimarota forneceu o primeiro esqueleto de um mamífero do Jurássico", diz. E eis que o paleontólogo saca do esqueleto do Henkelotherium guimarotae, descoberto em 1976. Vivia nas árvores e comia insectos.

Este é o único esqueleto quase completo de um Henkelotherium guimarotae, que serviu, aliás, para descrever pela primeira vez esse mamífero. Pertencia a um grupo de mamíferos (os paurodontídeos) que está entre os antepassados dos mamíferos actuais.

O outro ex-líbris da Guimarota que Thomas Martin trouxe é o Haldanodon exspectatus. "Vê-se aqui o crânio, o braço e isto é o fémur", aponta. "Estes ossos são muito fortes. Revelam um tipo de adaptação diferente: este animal escavava. Tinha um estilo de vida como o das toupeiras."

Pertencia aos docodontes: "Este grupo extinguiu-se sem deixar descendentes." Mas o Haldanodon também deu projecção mundial à Guimarota: "Foi o primeiro docodonte descoberto em todo o mundo, em 1977", diz o paleontólogo.

Dentro das caixinhas, estão muitos outros fósseis, todos de mamíferos. Os restos escavados da Guimarota permitiram descrever uma dezena de mamíferos novos. Para os crocodilos, peixes, lagartos e anfíbios, as novidades científicas rondaram as 15.

A vinda do cientista alemão não surgiu do nada. Há dez anos, o geólogo Miguel Ramalho, director do Museu Geológico, começou os contactos para que os fósseis voltassem. Como aliás tinha sido acordado, tanto que há mais de 30 anos até regressaram alguns. "Nos últimos três anos, retomei os contactos. Thomas Martin disse-me que não havia problema", conta Miguel Ramalho.

No início do ano, chegou uma leva de fósseis, por correio normal. "O acordo foi que o material seria devolvido depois da investigação. Ainda temos projectos em curso, mas todo o material vai regressar a Portugal", garante o paleontólogo alemão.

E o que aconteceu no aeroporto, quando o cientista alemão pôs a mochila na máquina de raios X? "Estava preparado para dar explicações, se me perguntassem alguma coisa. Não perguntaram."
Publico.pt
 

Quarta-feira, 30 de Maio de 2007

Mais e mais DARFUR!

 
MP - O que sentiu quando visitou o Darfur?
AG - Penso que o que marca mais são os testemunhos que nós recebemos daquela população, do medo, da insegurança. Falar com mulheres que têm que ir apanhar lenha porque têm que cozinhar para as suas famílias, que ao fazê-lo estão sujeitas a serem raptadas, violadas; falar com jovens que têm visto amigos seus serem mortos, ou serem mobilizados à força para diversas milícias. Esses testemunhos são profundamente marcantes e comoventes e de alguma forma conduzem a uma certa frustração e incapacidade de dar respostas a esses problemas.
 
Esta é uma questão feita ao Sr. António Guterres alto comissário das Nações Unidas para os refugiados, publicada no site Ecclesia. Um problema que tarda em ser resolvido e que prejudica gravemente as populações.
 
A Google Eath associou-se a esta crise e quem pesquisar Darfur verá aparecer várias fotos e informação sobre o que acontece. È interessante ver onde fica e fundamental não passar a esquecido, e gritar bem alto, pois naquele canto do nosso belo planeta sofre-se muito...
 
tags:

Terça-feira, 29 de Maio de 2007

Onde estão?

Uma notícia que continua a fazer manchete de jornais: Onde está a Madeleine ?
 Poucas novidades, o drama dos pais continua.
 Não consigo imaginar o sentimento daqueles pais, daquela menina....
 
 
Link para o site oficial
 
 
Mas infelizmente outros meninos e meninas desaparecem e sem o mediatismo deste caso.
Relembro o Rui:
 
 
Desaparecido em 1998 até hoje, sem rasto. quanto sofrimento naquela mãe. Na morte é aberto uma ferida que, com o tempo cicatriza , mas esta ferida da ausência incerta nunca sara....
 
A mãe do Rui Pedro aproveitando a ideia do blog criou um para que este menino não seja esquecido. Aqui
 
Sou contra a pena de morte, mas quem faz mal a uma criança provoca-me uma certa dúvida.

Roda dos Expostos

Na passada sexta-feira publiquei um artigo intitulado “a favor ou contra” relatando a existência de uma caixa de recolha de bebés. A “formiguinha” no seu comentário falou da existência destas caixas intituladas “roda dos expostos”. Reconheço a meu total desconhecimento e fui à pesquisa...
 
 E segundo li este artefacto existe desde o século XVIII li no “verbeto de Jussara Gallindo” o seguinte: “RODA DOS EXPOSTOS
 
O nome roda se refere a um artefacto de madeira fixado ao muro ou janela do hospital, no qual era depositada a criança, sendo que ao girar o artefacto a criança era conduzida para dentro das dependências do mesmo, sem que a identidade de quem ali colocasse o bebé fosse revelada.
A roda dos expostos, que teve origem na Itália durante a Idade Média, aparece a partir do trabalho de uma Irmandade de Caridade e da preocupação com o grande número de bebés encontrados mortos. Tal Irmandade organizou em um hospital em Roma um sistema de protecção à criança exposta ou abandonada. 
As primeiras iniciativas de atendimento à criança abandonada no Brasil se deram, seguindo a tradição portuguesa, instalando-se a roda dos expostos nas Santas Casas de Misericórdia. Em princípio três: Salvador (1726), Rio de Janeiro (1738), Recife (1789) e ainda em São Paulo (1825), já no início do império. Outras rodas menores foram surgindo em outras cidades após este período.”
 
Mais em klepsidra.net li : “"No século XVIII, houve um crescimento da população livre e pobre e junto com ele o abandono de crianças, ao desamparo pelas ruas e lugares imundos, segundo os Anais do Rio de Janeiro de 1840." (DEL PRIORE, 1989. P. 48) Nas cidades, coube às câmaras e às Santas Casas o trabalho de acolhimento e criação de enjeitados. Nas Santas Casas instalava-se a Roda dos Expostos, onde os bebés eram deixados.”
 
 
Exemplo Roda dos Expostos do Convento de Santa Clara do Desterro, em Salvador
 
Portanto era visto como um mal menor, ou seja melhor do que deixar as crianças morrer mais valia serem assim entregues, sem dúvida.
Portanto os Japoneses apenas reinventaram o que a Europa e o Brasil já tiveram...
 Ignorância minha!
 
 Como dizem os nossos irmãos Valeu Forminginha!

Domingo, 27 de Maio de 2007

Modernismo de hoje, possíveis problemas de amanhã.

 
 
Modernismo de hoje, possíveis problemas de amanhã.
 
Este seria um título hipotético que eu atribuiria a esta notícia.
 
 “A regulamentação da lei que vai enquadrar a procriação medicamente assistida, aprovada há um ano, vai ser, finalmente, publicada no próximo mês. Acaba, assim, um vazio legal que dura há 20 anos, mas que não impediu que, em centros públicos e privados por todo o país, se praticassem as mais modernas técnicas para ajudar os casais com problemas de infertilidade. Com o fim deste limbo legislativo, pode também avançar o primeiro banco de espermatozóides e ovócitos do país. A Universidade do Porto tem tudo pronto para arrancar com o projecto.”
 
Sem dúvida que a lei é fundamental, pois muitos são os casais que necessitam recorrer a esses métodos para poderem ter o seu filho. Ainda bem que a ciência genética tem vindo a poder apoiar esses casais. No entanto outros riscos menos eticamente correctos podem surgir. Por exemplo o risco do negócio...
 
“Cândido Tomás director da Ava Clinic garante que, em 85% das dadoras, a principal motivação é o altruísmo e a vontade em ajudar um casal infértil a ter um filho. As compensações financeiras que dão variam, afirma, entre os 700 e os 800 euros. De acordo com outros especialistas contactados pelo DN, esse valor pode ainda chegar aos mil euros, valores, aliás, próximos dos que são pagos na vizinha Espanha, onde a prática de doação está muito mais disseminada.
 
A AVA Clinic explica não ter, até ao momento, grande dificuldade em recrutar dadoras. Contudo, essa não é a expectativa do sector, a partir do momento em que for regulamentada a lei. Em Espanha, por exemplo, as dificuldades de recrutamento levaram mesmo a campanhas em campus universitários. Locais onde, aliás, nos Estados Unidos existe quase uma "caça" ao óvulo. “
 
Daí o meu título...
 
tags:

Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

A favor ou contra?

Modernismo ou não, discutível ou não?...
 
Li no Expresso que "o Japão inaugurou este mês um serviço público para recolha de bebés indesejados e a polémica estoirou. A estrutura – que permite que os pais depositem, de forma anónima, a criança para adopção na “caixa dos bebés” construída nas imediações do hospital católico-romano Jikei (na cidade de Kumamoto) –  foi criada com o objectivo de desencorajar o aborto ou evitar o abandono, infelizmente comum, de recém-nascidos em locais de risco tais como caixotes do lixo. Mas a primeira criança a dar entrada na “caixa” foi um menino de três anos, perfeitamente consciente da viagem que fez com o pai até ali."
 
São ecos de um mundo moderno...
Bom fim de semana a todos!

Espere

Há poucos dias uma senhora Letícia Thomson comentou num dos post que era autora de uns belos slides que publiquei, e estava referenciado como autor desconhecido. Corrigi imediatamente tal situação, aproveitando para visitar o seu lindo site.
 
 
 Que fique claro que sempre que publico aqui neste blog algo e que não seja da minha autoria sempre teve e terá os autores devidamente referenciado sempre que eu os conheça. Acontece que por vezes chegam-me determinadas informações que não estão referenciadas e como tal não  posso divulgar o seu autor, no entanto, pelo seu teor de mensagem  publico-as à mesma.
 
Isto é apenas um esclarecimento.
 
 
Fui galardoado:
 
 
Muito obrigado!
 
 
Aqui fica então o post de hoje:
 
Uma vez mais de autor deconhecido espero que não seja Seu Letícia (se for diga-me!) apenas sei que as imagens foram recolhidas por Kim Anderson e que a formatação é de Sue Firmeza.
 
ESPERE
Não apresses a chuva, ela tem seu tempo de cair e saciar a sede da terra;
 
 
 
Não apresses o pôr do sol, ele tem seu tempo de anunciar  o anoitecer até seu último raio ;
 
 
Não apresses a tua alegria, ela tem seu tempo para aprender com a tua tristeza;
 
 
Não apresses teu silêncio, ele tem seu tempo de paz após o barulho cessar,
 
 
Não apresses teu amor, ele tem seu tempo de semear mesmo nos solos mais áridos do teu coração;
 
Não apresses tua raiva, ela tem seu tempo para abrir-se nas águas mansas da tua consciência;
 
 
 
Não apresses o outro, pois ele tem seu tempo para florescer aos olhos do Criador;
 
 
 
Não apresses a ti mesmo, pois precisas de tempo para sentir a tua própria evolução.
 
 

Quarta-feira, 23 de Maio de 2007

A história do burro

Um dia, o burro de um aldeão caiu a um poço. O animal zurrou fortemente durante algumas horas, enquanto o dono procurava ajuda para o retirar. Não a encontrando, acabou por decidir que, sendo o burro já velho e estando o poço já seco, o melhor era tapar o poço e não valia a pena tirar o burro.
Convidou então todos os vizinhos para o ajudarem. Cada um pegou numa pá e começaram a atirar terra para dentro do poço. O burro, ao ver o que se estava a passar, começou desesperadamente a zurrar.

Mas, pouco depois, para surpresa de todos, calou-se, e só se ouvia o som das pazadas de terra a cair. O aldeão, que ia olhando para o fundo do poço, ficou surpreendido com o que viu: o burro estava a fazer uma coisa incrível. Sacudia a terra que lhe ia caindo nas costas e dava mais um passo para cima da terra. Rapidamente, todos viram com espanto como o burro chegou à boca do poço, saltou por cima dos bordos e partiu a trotar...
 

A vida vai-te atirar muita terra para cima, terra de todos os géneros. O segredo para saíres do teu poço é sacudi-la e usá-la para dares um passo para cima. Cada um dos nossos problemas é um degrau para subir. Assim, podemos sair dos vazios mais profundos, se não nos dermos por vencidos...

Usa a terra que te atiram, para caminhares em frente. Recordo-te cinco
"regras de ouro", para seres feliz:
1.ª - Liberta o teu coração do ódio.
2.ª - Liberta a tua mente das preocupações.
3.ª - Simplifica a tua vida.
4.ª - Dá mais e espera menos.
5.ª - Ama mais e... sacode a terra, porque nesta vida é preciso ser solução e não problema.

Terça-feira, 22 de Maio de 2007

È triste!

È triste toda esta história da Madeleine .
Mas mais triste ainda são os jornalistas, que ao fim de mais de 15 dias continuam a falar do "nada" que tem para contar, fazendo pelo menos 15 minutos diários de abertura dos nosso noticiários, e continuar a filmar os pais naquela rua passeando, etc...
 
  È sem dúvida uma tragédia, mas será que não há mais nenhuma notícia para divulgar?
 Que interesses estão por detrás de tanto mediatismo ?
 
 Porque será que uma situação como aquela que acontece no Darfur, pouco ou nada é revelada nas informações?? Uma situação que se arrasta há vários anos, numa agonizante catástrofe humanitária cujo fim tarda a acontecer. Centenas de milhares de pessoas foram mortas, milhares de mulheres e meninas violadas e milhões de pessoas deslocadas das suas terras. Os números espelham o terror de uma limpeza étnica vivida pelas populações desde 2003: mais de 400 000 mortos vitimas dos massacres das milícias e da fome. A estes juntam-se 2,5 milhões de refugiados .
 
 Esta sim é uma tragédia que tem de ser divulgada em destaque!
 
Aqui deixo um link onde é feito um apelo de sensibilização para que ninguém fique esquecido!
 
 
tags:

Domingo, 20 de Maio de 2007

Bisbilhotices de fim de semana

A imaginação é sinal de vendas, pelo menos para quem pretende montar um negócio, quanto mais original, mais vende, mas isto...
  È original mas de gosto duvidoso pelo menos para quem não pretende seguir uma carreira na área da saúde. Bem que, está patente ao público em geral, uma exposição, em Lisboa do mesmo género... Até que ponto é legítimo expor um cadáver (pois é disso que se trata) exposto como se fosse um carro de colecção? Interesse sobre a anatomia certamente, mas um pouco constrangedor ...
 
Uma empresa americana está a vender cadáveres e órgãos humanos na Internet e garantiu à Agência Lusa que os poderia enviar para Portugal «sem qualquer problema» legal, apesar de este tipo de tráfico ser proibido no país.
Cadáveres humanos em poses artísticas, como a famosa estátua grega de um atleta a lançar o disco, sentados a uma secretária, a andar de bicicleta ou a jogar basquetebol são algumas das «peças» disponíveis para compra. Se estiverem interessados em adquirir algum modelo clique
AQUI.

Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Semana da vida

Nesta semana da vida a terminar aqui ficam mais umas frases.
Bom fim de semana!
 
"A vida só pode ser compreendida
 olhando-se para trás;
mas só pode ser vivida
olhando-se para a frente."
(Soren Kierkegaard)
 
"Para que repetir os erros antigos
quando há tantos erros
novos a cometer?"
(Bertrand Russel)
 
 
Se eu pudesse voltar à juventude,
 cometeria todos aqueles erros de novo.
 Só que mais cedo." 
 (Tallulah Bankhead)
"Você não pode ensinar nada a um homem;
você pode apenas ajudá-lo
a encontrar a resposta dentro dele mesmo."
(Galileu Galilei)
 
 
"Há pessoas que nos falam
 e nem as escutamos;
 há pessoas que nos ferem
 e nem cicatrizes deixam
 mas há pessoas que simplesmente aparecem
 em nossa vida
e nos marcam para sempre."  (Cecília Meireles)  
 
A verdadeira filosofia
é reaprender a ver o mundo.
 (Merleau-Ponty )
 
 
"O amor é a melhor música
na partitura da vida.
Sem ele você será um eterno desafinado
no imenso coral da humanidade." (Roque Schneider )
" Me ame quando eu menos merecer,
pois é quando eu mais preciso" 
(Provérbio chinês")
 
tags:

Dia da Espiga

Hoje é dia da espiga. Na região da Marinha Grande é hábito ir merendar no pinhal neste dia, e realmente o tempo convida... Hoje e amanhã divulgarei um conjunto de frases célebres e que não convém esquecer na nossa vida. Aqui fica a primeira parte. Beth Pedone recolheu)
 
"Fiz um acordo de coexistência
pacífica com o tempo:
nem ele me persegue, nem eu fujo dele,
um dia a gente se encontra" (Mário Lago)
 
 
"Nunca ande pelo caminho traçado,
pois ele conduz somente até
onde os outros foram." (Grahan Bell)
 
 
 
"Sempre há um pouco de loucura no amor, porém sempre há um pouco de razão na loucura".
(F. Nietzshe)
 
 
"O tempo é muito lento
para os que esperam,
muito rápido para os que têm medo,
muito longo para os que lamentam,
muito curto para os que festejam.
Mas, para os que amam, o tempo é eternidade" 
(William Shakespeare)
 
 
"Muitas pessoas perdem
as pequenas alegrias enquanto
aguardam a grande felicidade.“
 (Pearl S. Buck)

Quarta-feira, 16 de Maio de 2007

Semana da vida

 
 
Esta é a semana da vida, promovida pelo Departamento Nacional da Pastoral da Família.
 
Recorde-se que esta iniciativa foi proposta inicialmente por João Paulo II em 1991, que pretendia convidar toda a Igreja celebrar, num dia durante o ano, o dom da vida. A Conferência Episcopal, através da Comissão Episcopal do Laicado e da Família, decidiu que, em Portugal, se faria uma semana da vida. Este tem sido um acontecimento que tem marcado a vida da Igreja desde então.
 
Através dos vários movimentos existentes, tem sido realizadas algumas actividades que visam em fomentar, e destacar os valores da vida em família desde o nascimento até ao fim. Existe, entre outros, um portal brasileiro com temáticas relacionadas á família bem interessante aqui.
tags: ,

Segunda-feira, 14 de Maio de 2007

Divórcio on demand

 
 
Numa época em que o número de matrimónios diminui, e o número de divórcios aumentam o Bloco de Esquerda pretende alterar ou melhor facilitar o divórcio. Segundo o DN “O Bloco de Esquerda vai estar isolado, quarta-feira, na defesa do direito de um dos cônjuges a pedir o divórcio pela simples razão de não querer mais estar casado. A maioria na Assembleia da República rejeita de forma liminar o projecto de lei do BE que estabelece que o cônjuge que não deseje manter-se casado pode, a qualquer momento, pedir o divórcio sem ter que provar a culpa do outro, nem ter que chegar a acordo.”
 
A questão não é pacífica porque existem muitas famílias que vivem separadas e casadas porque um dos dois não aceita certas condições, mas divórcio só porque me apetece?...
 Vida moderna não é fácil...
tags:

Domingo, 13 de Maio de 2007

Fátima

Já o disse mais vezes, e volto a reafirmá-lo: Acredito em Fátima!
Não, não são histórias inventadas por um interesse mais ou menos obscuro. Em Fátima algo de diferente lá aconteceu. Como é que sei?
 Simples o meu Bisavô esteve lá. Pois é o Sr. Manuel Vicente Marques esteve presente na altura em que se deu o famosos milagre do sol, que hoje tantos querem fazer acreditar que não passa de um “embuste” da Igreja para o negócio.
 
 Na altura Fátima nada tinha, mas as pessoas dos arredores ouviram falar dos meninos dos Valinhos que teriam visto a Nossa Senhora. Claro, na altura não havia internet, mas estas notícias voavam... E nesse famoso dia 13 muitos rumaram a Fátima para ir lá ver, porque iria haver um sinal, e o meu bisavô lá foi, provavelmente a cavalo pois faltava-lhe uma perna que perdera na guerra com gangrena. E nesse dia algo de extraordinário aconteceu ao sol.
 Hoje quem critica, na altura também muitos criticavam que o diga o jornalista do jornal O Século, ateu de convicção, ele próprio ficou espantado com o que aconteceu naquele local, o sinal que a Nossa Senhora prometera.
 
 Eu claro não estive lá mas tenho relatos escritos dessa época pois um Tio-avô meu, escreveu aquilo que o Pai contava. Assim hoje eu não duvido de Fátima. Acrescento as palavras sábias de Jesus “Feliz aquele que acredita sem ter visto...”
 
 Mas há algo de errado em Fátima. Este fim de semana peguei nos jornais locais (e não só) e fico abismado olhando para as capas desses jornais: “Nova basílica paga a pronto 60 MILHÕES de euros” Vejo, milhares de pessoas que perante a infelicidade da vida dão tudo para tentar resolver os seus problemas e o santuário gasta o dinheiro construindo uma basílica de 60 milhões?... O País está de “tanga”, o desemprego ou o emprego precário bate á porta de tantos e em Fátima constroi-se uma Basílica de 60 Milhões?...
 
 
 
 De gosto arquitetónico duvidoso comparado com aquilo que existe hoje em seu redor, aquele amontoado de cimento redondo no antigo local da cruz alta e túnel é muito discutível. Mais ainda, será que alguém deixou de ir às cerimónias por causa do sol ou da chuva? O espaço existente, belo e simples não era mais expressão da Igreja de Jesus, do que este monumento repleto de “obras de arte” encomendadas a artistas estrangeiros? O que se faria de bem com 60 MILHÕES de Euros???
 
 Sr. Reitor é mau tom ir diante dos jornalistas em vésperas de 13 Maio dizer que, as obras ficarão em cerca de 60 MILHÕES e que será pago a pronto, quando esse dinheiro vem de muito sofrimento e tanto bem poderia fazer...
 
 Nesta Fátima Eu não acredito...
tags:

=>A Foto do dia

=>postas recentes

=> Mudança dos tempos

=> Ponto final

=> 95 Primaveras

=> Festa da Fé_Leiria 2010

=> Coleccionando flores....

=> Passatempo

=> Para onde vais Portugal

=> Os tempos mudam

=> O CÚMULO DA IRONIA .........

=> Anedota da Páscoa

=>arquivos

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


=>A passagem do dia

=>A citação

=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>O Tempo por cá

=>Fases da lua


moon phases
 

=>Contador

=>mais sobre mim

=>tags

=> todas as tags

=>O meu selo

PDivulg

blogs SAPO

=>subscrever feeds