=>Carpe diem quam minimum credula postero

Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

Aborto?

Foto Isa
Ideias para o fim de semana...
 
Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?
 
Opiniões lidas num jornal:
 
- bokas
Só sou a favor da despenalização do aborto em 3 casos; violação, má formação do feto ou quando mãe ou filho tenham a vida em risco! Caso contrário NUNCA! Há dezenas de maneiras de não engravidar; UTILIZEM-NAS!
- Jota Açores
A mesma quantidade de abortos que se vai fazer anualmente vai ser a que se fez em anos anteriores, só com uma diferença, ao em vez de se fazer abortos nos "vãos de escada" agora a mulher pode fazer com a segurança de especialistas e deixaremos de encontrar fetos em sacos de plástico nos caixotes do lixo.
 
Notícia:
 
A clínica espanhola dos Arcos, que se dedica à interrupção voluntária da gravidez, está a construir no centro de Lisboa uma unidade, que prevê abrir no início do próximo ano, avançou hoje à agência Lusa a directora da unidade. Yolanda Hernandez Dominguez garantiu que a clínica na capital portuguesa vai abrir «independentemente» do resultado do referendo em Portugal sobre a despenalização do aborto, uma vez que «a legislação portuguesa já permite o aborto em três situações».
 
Minha opinião:
 
Oportunidade de negócio...
 
Juramento de um médico no final do curso:
 
"Eu, solenemente, juro consagrar minha vida a serviço da Humanidade.
Darei como reconhecimento a meus mestres, meu respeito e minha gratidão.
Praticarei a minha profissão com consciência e dignidade.
A saúde dos meus pacientes será a minha primeira preocupação.
Respeitarei os segredos a mim confiados.
Manterei, a todo custo, no máximo possível, a honra e a tradição da profissão médica.
Meus colegas serão meus irmãos.
Não permitirei que concepções religiosas, nacionais, raciais, partidárias ou sociais intervenham entre meu dever e meus pacientes.
Manterei o mais alto respeito pela vida humana, desde sua concepção.
Mesmo sob ameaça, não usarei meu conhecimento médico em princípios contrários às leis da natureza.
Faço estas promessas, solene e livremente, pela minha própria honra."
Lei de Deus:
 
Não matarás!”
 
Bom fim de semana!
Sinto-me: preocupado
tags:

by pdivulg às 01:56
link do post | comentar | favorito
|
15 comentários:
De meialua a 20 de Outubro de 2006 às 08:13
Bom fim de semana também para ti. Beijos*


De Joaquim a 20 de Outubro de 2006 às 09:45
Para além de muitos outros comentários, repito este que já fiz noutras paragens:
porquê "interrupção involuntária da gravidez" e não esclarecidamente a palavra «aborto».
A quem querem enganar?
Abraço em Cristo


De Nylda a 20 de Outubro de 2006 às 11:05
Olá Paulo...
Parabéns pelo post. Polémico com certeza que terá várias opiniões.
Eu "sou a favor da despenalização do aborto em 3 casos; violação, má formação do feto ou quando mãe ou filho tenham a vida em risco! Caso contrário NUNCA" como diz o Bokas.
Existem mil e um contraceptivo para evitar a gravidez.
Bom fim de semana para ti.
Beijos e um sorriso.


De Galeriacores1 a 20 de Outubro de 2006 às 11:41
Embora os grandes partidos em Portugal estejam de acordo com o governo sobre esta matéria há, no entanto, que salientar que vivemos num país democrático e, como tal, não são os partidos, nem os políticos, nem sequer o próprio governo que pode, por si só, tomar qualquer decisão sem a devida participação e consentimento dos cidadãos. Portanto os cidadãos portugueses ficarão a aguardar o referendo sobre o aborto e a conclusão desse referendo será obviamente determinante com um voto contra.
Estou sinceramente convicto que os portugueses em geral saberão exactamente o que fazer. E o que eles vão fazer será naturalmente votar contra nesse referendo. A maioria dos votos contra será determinante para, uma vez por todas, dar este assunto por encerrado.
A Conferência Episcopal Portuguesa já emitiu uma nota onde deixa clara a sua posição sobre esta matéria. A Conferência Episcopal Portuguesa ( CEP ) apela aos fiéis católicos para que votem "não" no referendo sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez ( IVG ), sublinhando que "o aborto provocado é um pecado grave".
Numa nota pastoral intitulada "Razões para escolher a vida", publicada poucas horas depois de a Assembleia da República ter aprovado a proposta de realização de um referendo sobre a IVG , o Conselho Permanente da CEP considera que " o aborto não é (...) uma questão exclusivamente da moral religiosa. Ele agride valores universais de respeito pela vida".

De acordo com esta nota, divulgada pela Agência Lusa, os Bispos afirmam que "não podemos, pois, deixar de dizer aos fiéis católicos que devem dizer 'não' e ajudar a esclarecer outras pessoas sobre a dignidade da vida humana, desde o seu primeiro momento".

Ainda segundo o episcopado, "o período de debate e esclarecimento que antecede o referendo não é uma qualquer campanha política, mas sim um período de esclarecimento das consciências". Por isso, acrescentam, "a escolha no dia do referendo é uma opção de consciência, que não deve ser influenciada por políticas e correntes de opinião".

Os bispos garantem que não entram "em campanhas de tipo político", mas não podem "deixar de contribuir para o esclarecimento das consciências" .

A Igreja assume, desta forma, uma posição clara pelo “Não” no referendo que se irá realizar pela segunda vez em Portugal.

As minorias poderão tirar o cavalinho da chuva porque sinceramente não vão ter "nunca" o que desejam (ponto final!).

Que tenhas um excelente fim de semana e bem haja.




De Cristina Pereira a 20 de Outubro de 2006 às 14:33
Penso que em vez de se preocupar com final (aborto) porque não perceber o porquê de tantos abortos..
Creio que é mais importante apostar na prevenção (planeamento familiar,como já escreveram, existem enumeras formas de evitar gravidez indesejada, divulgem-nos, facilitem acesso reduzam o preço de alguns desses metodos...) de forma a evitar situações dessas.
Em muitos casos são simplesmente desresponsabilidade dos actos das pessoas(homens e mulheres ...afinal são precisos os dois para concepção de um ser vivo(com algumas excepção))...

Bom fim semana


De Secreta a 20 de Outubro de 2006 às 14:41
Bom fim de semana.
Beijito.


De sem-discussao a 20 de Outubro de 2006 às 14:47
Concordo com o aborto até certo ponto. Não concordo com a interrupção voluntária, isso nunca !

Bom fim de semana **


De touaqui a 20 de Outubro de 2006 às 19:31
A questão do aborto é mais séria que muita gente pensa, a pergunta está mal colocáda.
Senão vamos á questão em que lugar se pratica o tal amor de ocasião, com ou sem contraceptivos, com ou sem paciencia de esperar por um local e ser no meio da rua, como os cães, é isso que se quer éh, é isso a moral de hoje, claro vamos falar de aborto mas com decencia numa maneira em que a própria mulher possa sair airosa e não na questão de quem manda na barriga é a mulher, valha-nos esta mentalidade de hoje que só pensa no coito espremer e ala que se faz tarde.


De Cöllyßry a 20 de Outubro de 2006 às 19:37
Já tão poucas crianças nascem, e tanta preocupação em mata-las ainda no ventre, quem não quere essa reponsabilidade então não engravida, metedos não faltam, e pergunto os Seres que tenham deformações não terão direito tambem a viver?porque sabemos que nenhuma maquina detecta se assim tiver que ser, como resgatar o passado? seja de qualquer forma a interupção é serio e de muita responsabilidade para quem pratica, independente de qualquer lei...
Fica bem e bem hajas por publicares esta questão tão controversa,________________Meu rasto, Cõllybry


De padeiradealjubarrota a 21 de Outubro de 2006 às 01:36
Sou pela vida. Quanto à pergunta é dúbia.


De perdida a 21 de Outubro de 2006 às 03:55
Olá!!! Parabens pelo post!O aborto via continuar a ser tema polemico, e eu já nao entendo porquê... já votaram, vezes sem conta, já se percebeu a opiniao das pessoas porque se insiste no tema?? Não percebo... Todo o ser humano tem DIREITO á vida, e despenalizar o aborto vai ter o mesmo efeito que a pilula do dia seguinte, as pessoas nao entendem, para que são criados determinados "medicamentos"!!! Sou contra o aborto e fico mesmo com um pé atras só qundo se trata de violações, porque custa muito a perceber como podem amar um ser fruto de um acto tao monstruoso, e aquando a vida da mae e do feto estão em risco!!!Bem, não me vou debruçar mais sobre o tema, Fica bem* bjhs


De tampinhas a 21 de Outubro de 2006 às 11:20
Sito o Dr. Albino Aroso: "O aborto, não pode ser usado como meio anticonceptivo."

Bom fim de semana.
Abraços


Comentar post

=>A Foto do dia

=>postas recentes

=> Mudança dos tempos

=> Ponto final

=> 95 Primaveras

=> Festa da Fé_Leiria 2010

=> Coleccionando flores....

=> Passatempo

=> Para onde vais Portugal

=> Os tempos mudam

=> O CÚMULO DA IRONIA .........

=> Anedota da Páscoa

=>arquivos

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


=>A passagem do dia

=>A citação

=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>O Tempo por cá

=>Fases da lua


moon phases
 

=>Contador

=>mais sobre mim

=>tags

=> todas as tags

=>O meu selo

PDivulg

blogs SAPO

=>subscrever feeds