=>Carpe diem quam minimum credula postero

Quinta-feira, 12 de Outubro de 2006

Enquanto o vento passa

Alguns anos atrás, um fazendeiro possuía terras ao longo do litoral do Atlântico.
Ele constantemente anunciava estar precisando de empregados.
As pessoas estavam pouco dispostas a trabalhar em fazendas ao longo do Atlântico.
 
Temiam as horrorosas tempestades que viriam àquela região, fazendo estragos nas construções e nas plantações.
Procurando por novos empregados, ele recebeu muitas recusas.
 
Finalmente um homem baixo e magro, de meia-idade, se aproximou do fazendeiro.
Você é um lavrador? Perguntou o fazendeiro.
Bem, eu posso dormir enquanto os ventos sopram.
Respondeu o pequeno homem.
 
Embora confuso com a resposta, o fazendeiro desesperado por ajuda, o empregou.
O pequeno homem trabalhou bem ao redor da fazenda, mantendo-se ocupado do alvorecer até o anoitecer e o fazendeiro estava satisfeito com o trabalho do homem.
 
Então, uma noite, o vento uivou ruidosamente.
O fazendeiro pulou a cama, agarrou um lampião e correu até o alojamento dos empregados.
Sacudiu o pequeno homem e gritou:
- Levanta! Uma tempestade está chegando!
 
Amarre as coisas antes que sejam arrastadas!
O pequeno homem virou-se na cama e disse firmemente:
- Não Senhor. Eu lhe falei , eu posso dormir enquanto os ventos sopram.
 
Enfurecido com a resposta, o fazendeiro estava tentado a despedi-lo imediatamente.
Em vez disso, ele se apressou a sair e preparar o terreno para a tempestade. Do empregado, trataria depois.
Mas, para seu assombro, ele descobriu que todos os montes de feno tinham sido cobertos com lonas firmemente presas ao solo.
 
As vacas estavam bem protegidas no celeiro, os frangos nos viveiros e todas as portas muito bem travadas.
 
As janelas bem fechadas e seguras.
Tudo foi amarrado.
Nada poderia ser arrastado.
O fazendeiro então entendeu o que seu empregado quis dizer, então retornou para sua cama para também dormir enquanto o vento soprava.
 
O que eu quero dizer com essa história, é que quando se está preparado -espiritualmente, mentalmente e fisicamente – você não tem nada a temer.
 
Eu lhe pergunto:
Você pode dormir enquanto os ventos sopram em sua vida?
 
Autor Carminha

by pdivulg às 06:52
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Secreta a 12 de Outubro de 2006 às 09:11
O temor não faz parte de nós, sempre ? Seja ele evidenciado de uma forma ou de outra ?! Não sei ...
Beijito.


De soaresesilva a 12 de Outubro de 2006 às 12:32
Linda a tua parábola! Eu acho que sim, que poderia dormir descansada no meio da tempestade porque estpu preparada para ela


De Galeriacores1 a 12 de Outubro de 2006 às 12:42
Realmente não é nada fácil estar preparado mas, com Deus tudo é possível, até mesmo o impossível e não tenho dúvidas que querer é puder.


De Ir. José Roberto a 12 de Outubro de 2006 às 16:51
Que o Amor nos ajude a termos afeto para com as pessoas humanas. Porque todos nós, somos como o ciclo da natureza... Precisamos de água para a terra, do sol para nossas plantas e para nossa saúde. E, de asas para todos os pássaros. Nós precisamos ter mais afeição, e prestar atenção, no céu da noite, com o brilho das estrelas. Precisamos prestar atenção nas nossas pontencialidades, para poder desenvolver tudo isso que existe em nós... Acreditar em Deus e passar a enxergá-lo, em todas as coisas belas que existem, feitas pelas suas mãos! Amém!
Abraços. Tudo em ordem com o Portal.
Ir. José Roberto
http://www.mariama.blogger.com.br


Comentar post

=>A Foto do dia

=>postas recentes

=> Mudança dos tempos

=> Ponto final

=> 95 Primaveras

=> Festa da Fé_Leiria 2010

=> Coleccionando flores....

=> Passatempo

=> Para onde vais Portugal

=> Os tempos mudam

=> O CÚMULO DA IRONIA .........

=> Anedota da Páscoa

=>arquivos

=> Outubro 2010

=> Julho 2010

=> Maio 2010

=> Dezembro 2009

=> Outubro 2009

=> Abril 2009

=> Fevereiro 2009

=> Janeiro 2009

=> Dezembro 2008

=> Novembro 2008

=> Outubro 2008

=> Maio 2008

=> Abril 2008

=> Março 2008

=> Fevereiro 2008

=> Janeiro 2008

=> Dezembro 2007

=> Novembro 2007

=> Outubro 2007

=> Setembro 2007

=> Julho 2007

=> Junho 2007

=> Maio 2007

=> Abril 2007

=> Março 2007

=> Fevereiro 2007

=> Janeiro 2007

=> Dezembro 2006

=> Novembro 2006

=> Outubro 2006

=> Setembro 2006

=> Março 2006

=>pesquisar

 

=>Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


=>A passagem do dia

=>A citação

=>Escreva-me: pdivulg@sapo.pt

=>O Tempo por cá

=>Fases da lua


moon phases
 

=>Contador

=>mais sobre mim

=>tags

=> todas as tags

=>O meu selo

PDivulg

blogs SAPO

=>subscrever feeds